Artigo: Antiguidades Egípcias: O comércio e as leis de proteção das heranças faraônicas

Autor: FERREIRA, L. S. – Artigo: As primeiras tentativas em proteger seus tesouros fez com que os antigos egípcios desenvolvessem modos para preservar seus enxovais funerários. Portas falsas, inscrições com avisos aos malfeitores e câmaras secretas eram os meios principais de garantir que os artefatos permanecessem intactos para o uso pós-morte. Entretanto, na grande maioria dos casos, não foi possível impedir que saqueadores levassem por terra incalculáveis riquezas. Essa odisseia que perdura por mais de cinco milênios, teve evidência com a “redescoberta” do antigo Egito no século XVIII. O estudo apresenta um cenário desafiador e traça as principais tentativas de resguardar o seu legado ao longo desse período.

 

Documento: Revista NEARCO (Núcleo de Estudos da Antiguidade – Universidade do Estado do Rio de Janeiro)
Acessar o conteúdo completo da Revista Eletrônica – 2014, Ano VII, Número I – ISSN 1972-9713 – Clique aqui.

 

Nome Completo: Lucas dos Santos Ferreira.
Área do Conhecimento: História Antiga.
Data: Abril de 2014.
Download: Clique Aqui.

avatar

Sobre Administrador

Natural de Criciúma – SC, Graduado e Pós-Graduado em História pela UNIASSELVI – SC, com ênfase no Antigo Egito. Apaixonado pelos antigos egípcios e com planos de em breve estar definitivamente morando/trabalhando no Egito.