Fundos para a restauração da pirâmide de Djoser são disponibilizados..

CAIRO: O recém-nomeado secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, Mohammad Abdel Maksoud, anunciou neste domingo que um comitê decidiu disponibilizar fundos para reiniciar as obras de restauro na pirâmide do faraó Djoser. A imprensa local vinha alertando para o interior da pirâmide que estava caindo depois da falta de pagamento à empresa que estava operando as obras de restauração. Um comunicado do conselho disse que uma comissão técnica reuniu-se domingo, e decidiu que os pagamentos seriam em três fases, com prioridade para os salários dos trabalhadores e para os pagamentos atrasados da empresa.



 

A pirâmide em degraus do faraó Djoser fica em Saqqara, cerca de 30 quilômetros ao sul de Cairo. Ela é tida como a a primeira pirâmide já construída no Egito e a construção de pedra mais antiga ainda de pé no país. Abdel-Maksoud substituiu o ex-chefe de antiguidades Zahi Hawass, conhecido por seu estilo de chapéu “Indiana Jones”. Seu substituto inicial, Abdel-Fattah el-Banna, ficou sob fogo por falta de credenciais de arqueologia para o cargo. Logo depois de Banna sair após a sua nomeação em julho, o secretário do Conselho Abdel Maksoud, ficou em seu lugar.

Uma versão deste artigo apareceu na edição impressa do The Daily Star em 08 de agosto de 2011, na página 16.

 

Fonte: http://www.dailystar.com.lb/Culture/Travel-and-Tourism/2011/Aug-08/Committee-to-fund-Zoser-pyramid-renovation.ashx#axzz1UYJaVrM7

avatar

Sobre Administrador

Natural de Criciúma – SC, Graduado e Pós-Graduado em História pela UNIASSELVI – SC, com ênfase no Antigo Egito. Apaixonado pelos antigos egípcios e com planos de em breve estar definitivamente morando/trabalhando no Egito.