Catálogo online de 29.000 artefatos encontrados no Egito será lançado..

Um extenso catálogo on-line de artefatos descobertos por Flinders Petrie, em uma importante cidade comercial no Egito será lançado em breve pelo Museu Britânico. Quando o egiptólogo britânico Flinders Petrie chegou ao Egito em 1883, ele explorou vários sítios arqueológicos e revelou um pouco da história antiga do país. Segundo a lei egípcia, naquele momento, escavação arqueológica patrocinadas tinham plenos direitos à metade das descobertas, enquanto o Egito ficava com a outra metade.

Meio século após a morte de Petrie, o Museu Britânico em Londres começou a catalogar alguns dos artefatos descobertos no Egito, especialmente aqueles em posse dos 60 museus envolvidos no patrocínio das missões de Petrie. A boa notícia é que no início deste mês, eles começaram a se preparar para catalogá-los em um formato on-line de banco de dados pesquisável.

 

 

O Museu Nacional de Liverpool, que estava entre os patrocinadores das escavações de Petrie juntou-se ao Museu Britânico em seu projeto e abriga dois curadores britânicos que ajudam a catalogar seu acervo egípcio descobertos na cidade de Naukratis (primeira colônia grega no Egito). A história desta cidade permanece inexplorada, apesar de ser o centro de contato no mundo antigo e dos cruzamentos de cultura. O arqueólogo David Hogarth diz que o objetivo de tal projeto é estudar esses objetos e destacar o papel do sítio nas relações greco-egípcias.

O catálogo conterá o conjunto completo dos 13.000 objetos sobreviventes das escavações iniciais de Naukratis. Uma grande variedade de artefatos foram encontrados, incluindo pintura em cerâmica grega, chipre grego e ânforas de transporte fenícia, esculturas em pedra, figuras de terracota, faiança, amuletos de escaravelhos, jóias, vasos de alabastro, moedas, ferramentas de ferro e estatuetas de bronze. Hogarth disse que os artefatos serão publicados on-line como o catálogo do Museu Britânico em um banco de dados pesquisável. Ele não vai ter apenas a lista de cada artefato, mas também irá analisar o sítio arqueológico, história e influência no desenvolvimento das relações greco-egípcias.

O Museu Britânico também tem outra catalogação de 16.000 artefatos egípcios das escavações de Petrie, que agora fazem parte da coleção do museu. Entre esses objetos são 2.000 pequenos amuletos e um sapo da antiga cidade de Akhetaten atualmente Tell El-Amarna.


Fonte: http://english.ahram.org.eg/~/NewsContent/9/40/24251/Heritage/Ancient-Egypt/Online-catalogue-underway-of-,-of-Petries-archaeol.aspx

avatar

Sobre Administrador

Natural de Criciúma – SC, Graduado e Pós-Graduado em História pela UNIASSELVI – SC, com ênfase no Antigo Egito. Apaixonado pelos antigos egípcios e com planos de em breve estar definitivamente morando/trabalhando no Egito.