Livro dos Mortos do Antigo Egito em exposição em Londres..

O Museu Britânico reuniu uma coleção incomparável dos papiros, muitos dos quais nunca estiveram em exposição, até porque são muito frágeis. Os ventos da exposições através do museu circular; uma Sala de Leitura em ordem cronológica, desde o momento da morte, o julgamento do enterro, e finalmente o paraíso.

Os detalhes delicados da vida após a morte escrito em papiro pelos antigos egípcios foram desfraldadas em público em um show no Museu Britânico, em Londres. “O principal objetivo é realmente dar às pessoas uma compreensão mais profunda das antigas crenças egípcias sobre a vida após a morte e lançar mais luz sobre as suas esperanças e medos”, disse o curador da exposição, John Taylor à Reuters.



Parte dos 37 metros do Papiro de Greenfield



“Esta exposição é realmente para ser a próxima etapa: depois disso, depois que você foi mumificado e colocado em seu túmulo? O que acontece ao seu espírito? Estamos tentando contar essa história”, complementou Taylor.

Depois de enterrado, o espírito do morto sai do túmulo para iniciar a sua viagem através de um submundo repleto de perigo. O Livro dos Mortos continha feitiços para ajudar o espírito através deste obstáculo espiritual, permitindo-lhe de comer, respirar e afastar as baratas, entre outras coisas.

Sem direito a magias de proteção, os mortos poderiam ser atacados por cobras e crocodilos, ou pior ainda, morrer de novo. O último obstáculo é a pesagem do coração, quando o coração do morto era colocado em uma balança com a Pena da Verdade, como contra-peso.

Se o coração for mais leve que a Pena, o morto estava livre de pecados e tinha a garantia de uma entrada para o paraíso: o Campo de Canas. Caso contrário, o falecido era lançado a uma criatura horrível chamada O Devorador. Estas passagens estão documentadas no livro mais longo do mundo dos mortos – Papiro Greenfield – todos os 37 metros, dos quais estão em exposição no Museu Britânico.

(Reportagem de Paul Casciato)

Fonte: http://af.reuters.com

avatar

Sobre Administrador

Natural de Criciúma – SC, Graduado e Pós-Graduado em História pela UNIASSELVI – SC, com ênfase no Antigo Egito. Apaixonado pelos antigos egípcios e com planos de em breve estar definitivamente morando/trabalhando no Egito.