Início Antigo Egito Rio Nilo – Uma Dádiva

Rio Nilo – Uma Dádiva

409
29
COMPARTILHAR

Rio Nilo – Uma Dádiva

 

O Egito é uma dádiva do Nilo. (Heródoto)

 

Escrita pelo Historiador grego Heródoto há mais de 2.300 anos, a frase acima captura toda a essência da maior fonte de vida do Egito, o Nilo, que nasce no sul e vai para o norte até chegar ao mar Mediterrâneo (região conhecida com Delta do Nilo). O fato de ele ir do sul para o norte não quer dizer que o seu fluxo seja invertido, já que o movimento de um rio é sempre dado da região mais alta para a mais baixa. Em 2008 uma pesquisa apontou que o rio Nilo está em segundo lugar no quesito comprimento, perdendo apenas para o rio Amazonas.

Chamado pelos egípcios de Iteru, que em Hieróglifo significa “Rio”, o Nilo foi o principal fator para o desenvolvimento da sociedade egípcia. Sem ele, seria impossível qualquer tipo de evolução, já que lá o deserto é predominante. No passado o rio era mais largo e anualmente inundava todo o vale, o que não ocorre mais depois da construção da represa de Assuão, que gera energia e fornece água controlada para a irrigação.

 

 

Segundo BAINES; MALIK (2008, p. 15):

“As águas do Nilo provêm do Nilo Azul, que nasce nas terras altas da Etiópia, e do Nilo Branco, que se divide num emaranhado de regatos no Sudão meridional e se origina no lago Vitória, no centro da África […] No Egito a água do Nilo alcançava o nível mais baixo de abril a junho. Já em julho o nível subia e a inundação começava normalmente em agosto, cobrindo a maior parte do vale desde aproximadamente meados de agosto até o final de setembro, lavando os sais do chão e depositando um estrato de sedimentos que crescia a um ritmo de vários centímetros por século. Depois que o nível da água baixava, eram semeados os plantios principais em outubro e novembro, que, segundo a espécie, amadureciam de janeiro a abril.”

 

 

O Nilo era responsável pela separação do mundo dos vivos (margem leste) e o dos mortos (margem oeste), e antes das modernas barragens ficarem prontas toda a sua água transbordava, proporcionando um solo fértil e de excelente qualidade para o plantio. Anualmente, na época da inundação (calendário), prevista com exatidão pelos egípcios, o Nilo depositava uma lama escura riquíssima em nutrientes, que deu origem ao antigo nome do Egito, Kemet, que em tradução livre significa “Terra Negra”. Além de proporcionar uma sistemática agricultura, o Nilo era uma grande “avenida” onde embarcações transitavam de ponta a ponta com muita facilidade.

 

 

Os habitantes do vale, preocupados com as enchentes, construíram ao longo do rio sistemas para medir o nível da água. Os Nilômetros eram poços feitos de pedra perto da margem e que tinham ligação direta com o rio. Com marcações nas paredes dessas estruturas, os egípcios conseguiam prever com certa tranquilidade a subida do Nilo.

 

Nilômetro em forma de Ankh - Templo de Sobek (Kom Ombo) - Acervo Pessoal.
Nilômetro em forma de Ankh – Templo de Sobek e Haroeris (Kom Ombo) – Acervo pessoal.

 

Os antigos egípcios conheciam e admiravam tanto o Nilo que este era representado por um deus. Hapi era considerado o deus das águas do Nilo e para os egípcios ele foi o responsável por manter o controle e fornecer todo o alimento advindo do rio. Geralmente é representado segurando talos de Papiros e Flores de Lótus, que simbolizam respectivamente o Baixo e o Alto Egito. A cor de sua pele era azul ou verde, cores associadas à fertilidade, e em sua cintura carregava uma cinta utilizada por pescadores.

 

Salve, ó Nilo, que sais da terra e conservais vivo o Egito.

 

Para MILLARD (1975, p. 10):

“As palavras acima constituem a primeira linha de um hino a Hapi, o deus do Nilo. Fala das inúmeras dádivas feitas pelo deus a humanidade. Deve ter sido muito popular, pois existem diversos exemplares. Na sua maioria, foram escritos por crianças. Por vezes encontram-se erros de ortografia. Os peixes que viviam no Nilo e as aves que habitavam os canaviais ao longo das suas margens constituíam alimentos preciosos […] Os pescadores trabalhavam em grupos, com suas enormes redes, mas os nobres pescavam apenas por esporte, utilizando uma lança. Navegavam em pequenas e frágeis embarcações feitas de feixes de papiro atados. Cenas pintadas nos túmulos mostram-nos como os passarinheiros escondiam as redes entre canaviais, atraindo os pássaros imprudentes com iscas. Depois de terem atraído um número suficiente de pássaros, os homens puxavam as cordas e a rede encerrava as aves. Nem todas as criaturas de Hapi eram simpáticas ou úteis. Os crocodilos e os hipopótamos tornavam o rio perigoso.”

 

Deus Hapi no Templo de Hathor (Dendera) - Acervo Pessoal
Deus Hapi no Templo de Hathor (Dendera) – Acervo pessoal

 

Apesar de ser o deus do Nilo e de os egípcios considerarem as suas águas sagradas, Hapi acabou ficando em segundo plano na religião egípcia, já que Osíris também era visto como responsável pelo rio. Sobek, o deus crocodilo, foi também associado ao Nilo.

 

Quer mais livros sobre o tema? Clique aqui.

Artigos, teses e matérias sobre o antigo Egito? Clique aqui.

Autor: Lucas Ferreira

 

Fontes / Referências:

– BAINES, John; MALIK, Jaromir. Cultural Atlas of Ancient Egypt. London: Andromeda Oxford Limited, 2008.

– HART, George. The British Museum Pocket Dictionary of Ancient Egyptian Gods and Goddesses. British Museum Press, 2001.

– MILLARD, Anne. The Egyptians (Peoples of the past). London: MacDonald & Company, 1975.

– SHAW, Ian. The Oxford Illustrated History of Ancient Egypt. Oxford: Oxford University Press, 2000.

 

Sites / Referências:

http://www.reshafim.org.il/ad/egypt/

http://www.oxfordexpeditiontoegypt.com/

http://scriptorium.lib.duke.edu/papyrus/

http://www.globalegyptianmuseum.org/glossary.aspx?id=166

29 COMENTÁRIOS

  1. ei..voce poderia me dizer qual e a importancia do rio nilo para o egito…preciso faze um trabalho de ate 15 linhas sobre o egito e o rio nilo

  2. Olá, tudo bem? Muito bom teu artigo. Gostaria de citá-lo em um artigo que estou escrevendo na minha especialização em Arqueologia, mas para tal necessito do teu nome completo para referência. Agradecida. obirgada

    • Olá Josiane Gomes, tudo bom?

      Que legal! Quando o artigo estiver pronto, gostaria de ler. Para referência você pode usar: FERREIRA, L. S.

      Att. Lucas Ferreira.

  3. olá. Poderia me explicar com maior clareza a frase acima citada: “O Nilo era responsável pela separação do mundo dos vivos (margem leste) e o dos mortos (margem oeste.?

  4. Muito obrigada , me ajudou muito seu texto …. Valeu muito a pena ter lido ele , e com certeza ele vai resumido pra as mãos de minha professora .. Obrigada

  5. O que mais explica o universo ambiental e mágico egípcio é a associação do mais longo rio e o maior deserto do mundo. O fio da vida tênue cruzando a aridez morta do deserto sem fim. Este contraste fertilizou, talvez, o subconsciente dos antigos, juntando-se à crença de que o sol morria, passava por baixo da terra, e renascia no dia seguinte, radiante no seu barco celestial. A arquitetura geométrica contrastava lindamente com a sinuosidade do rio e a vegetação luxuriante das margens. É assim que imagino os antigos, vivendo no maior oásis linear do mundo !

  6. Oii pessoal td bem? É,realmente o rio Nilo tem uma forte importância para os egípcios da antiguidade tanto quanto até hoje pois afinal de contas o Egito se situa num clima muito seco e árido em pleno deserto e as colheitas,que serviam de alimento tanto para pessoas quanto para os animais que essas mesmas pessoas criavam,eram consequência dele.Até mesmo alguns rituais de Ísis eram marcados com as cheias do Nilo considerando também que essas mesmas cheias causavam alguns estragos nas plantações.Factualmente quando o Heródoto disse que o Egito é uma dádiva do Nilo ele até tava certo nisso pelo menos..Rsrsr…Abraços ae!!!!

    • Olá Marcelo, tudo bom? Verdade! Uma das frases que mais resume bem o antigo Egito é a frase dita por Heródoto. Sem o Nilo, o Egito não seria possível como o conhecemos hoje. Abraços

      • Pois é,alguns deuses da mitologia egípcia eram animais que habitavam as águas do Nilo.Sobek o deus crocodilo,Thoth que era meio íbis,enfim além também de ter algumas superstições associadas a nele né!!Hehehehe…Abraço ae!!

        • Olá Marcelo, tudo bom? Realmente muitos deuses estavam associados ao Nilo. Uma grande maioria dos animais ligados as divindades, precisavam do rio para tomar água. Abraços!

DEIXE UMA RESPOSTA

*