Início Antigo Egito Cerveja no Antigo Egito

Cerveja no Antigo Egito

447
18
COMPARTILHAR

A cerveja era parte da dieta cotidiana dos faraós egípcios há mais de 5.000 anos. Ela era apreciada por adultos e crianças. O uso da cerveja na sociedade egípcia não tinha apenas a finalidade usual. Muitas vezes, era prescrita para tratar várias doenças. A cerveja era considerado o presente mais adequado para se dar aos faraós e uma excelente oferenda aos deuses.

 

Produza sua própria cerveja artesanal.

 

A importância da fabricação da cerveja era tal que os escribas tinham hieróglifos específicos para se referir a cervejeiro e cerveja. Através da escrita desses hieróglifos, os arqueólogos conseguiram traçar as raízes da cerveja no antigo Egito. Havia também muitas representações nas paredes das tumbas e, por isso, sabemos que a cerveja era importante tanto para os vivos, quanto para os mortos no pós-vida.

 

Hieróglifos Egípcios / Transliteração e Tradução (Clique na imagem para amplia-la)

 

Cada templo possuía uma cervejaria e uma padaria que produziam muitas quantidades de cerveja e pão ofertados aos deuses. A cerveja era armazenada em jarros e segundo os estudos mais recentes, seria parecida com a cerveja produzida no Sudão. Os “canudos” foram usados nessa época para evitar que os resíduos da cerveja ficassem na boca por serem amargos. Veja abaixo uma pintura que mostra bem a utilização de canudos.

Mercenário Sírio tomando cerveja ao lado de sua esposa egípcia e seu filho – Pintura datada da 18ª dinastia.

 

Escavações próximas à Grande Pirâmide no complexo de Gizé revelaram que padarias e cervejarias foram instaladas ali, porque tanto o pão quanto a cerveja foram necessários para os trabalhadores que construíram as pirâmides, servindo também como forma de pagamento. O processo de fabricação de cerveja era algo simples; deixava o grão da cevada ao sol até que germinasse, então ele era esmagado e virava o malte, que por sua vez era misturado com farinha de pão. Na próxima etapa, água era adicionada a essa mistura que, logo em seguida, era colocada no fogo até que estivesse no ponto para ser filtrada e armazenada.

 

Provérbio Egípcio datado de 2200 a.C no templo dedicado a deusa Hathor em Dendera.

A boca de um homem perfeitamente contente está repleta de cerveja.

 

Quer mais livros sobre o tema? Clique aqui.

Artigos, teses e matérias sobre o antigo Egito? Clique aqui.

 

Autor: Lucas Ferreira

 

Fontes / Referências:

– BAINES, John; MALIK, Jaromir. Cultural Atlas of Ancient Egypt. London: Andromeda Oxford Limited, 2008.

– HART, George. The British Museum Pocket Dictionary of Ancient Egyptian Gods and Goddesses. British Museum Press, 2001.

– MCDONALD, Angela. The Ancient Egyptians: Their Lives and Their World. Published by The British Museum Press, 2008.

– MILLARD, Anne. The Egyptians (Peoples of the past). London: MacDonald & Company, 1975.

– MORLEY, Jacqueline; SALARIYA, David. How Would You Survive As an Ancient Egyptian?.  London: Orchard/Watts Group, 1999.

– SHAW, Ian. The Oxford Illustrated History of Ancient Egypt. Oxford: Oxford University Press, 2000.

Sites / Referências:

http://www.reshafim.org.il/ad/egypt/

http://www.oxfordexpeditiontoegypt.com/

http://scriptorium.lib.duke.edu/papyrus/

18 COMENTÁRIOS

  1. Amigo, seu site é um dos mais interessantes sobre o Antigo Egito. Foi o único que encontrei informações sobre as cervejarias antigas. Estou fazendo um TCC em arquitetura falando da história das cervejarias. Você teria alguma referencia para poder me passar sobre esse tema?

    Abraços, parabéns pelo site.

    • Olá Lucas, tudo bom? Fico feliz que tenhas gostado do site. Você pode me adicionar no Facebook que te envio o material por lá. Até mais.

  2. Duas coisas que me fascinam, Egito e Cerveja.
    Leio bastante sobre o Egito e, recentemente, comecei a fabricar cerveja, da maneira mais simples que conheci, método chamado “Brew in the Bag”. A ideia é a que você apresentou em sua matéria.
    Gostei bastante.
    Parabéns pelo trabalho.

  3. Ola,
    Eu sou estudante de química mais sempre fui apaixonada pela história egípcia,uma vez vi em um livro meu que alguns egípcios faziam cerveja através do pão de cevada dormido mas não explicou como faziam isso, você conhece algo a respeito disso?

    • Olá Maira Aline, tudo bom? Você lembra em qual livro estava escrito? Eu conheço o processo citado acima: O processo da cerveja era algo simples. Deixava-se o grão da cevada ao sol até que ele germinasse, depois o grão era esmagado e virava o malte, que por sua vez era misturado com farinha de pão e adicionado água. Logo em seguida era posto no fogo até que a mistura estivesse no ponto e depois era filtrada para armazená-la.

      Até mais.

  4. Administrador,
    Boa Tarde
    Sou mais um aficcionado da História egipcia.Acredito que o passado explica em muito o que ocorre nos dias de hoje.Mais com relação à base alimentar do povo egipcio, era principalmente consumido o trigo ( pão e cerveja que garantiam um grande valor energético ) o peixe e as caças em geral,ok…Com relação ao pao e a cerveja , as mesmas foram criadas pelos egipcios?

    • Olá Marcelo Ferreira, tudo bom? Concordo com você quando diz que o passado explica e muito os nossos acontecimentos diário. A cerveja e o pão foram possivelmente descobertas/inventadas na mesopotâmia, antes dos egípcios. Até mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

*