Osíris

Facebook Twitter Email Pinterest Plusone Linkedin Digg Delicious Reddit Stumbleupon Tumblr Posterous

OSÍRIS: (Em egípcio o nome é variavelmente transliterado para: Asar, Ausir, Wesir, Ausare entre outros) É o deus dos mortos. Ele foi um dos deuses mais populares do Antigo Egito e seu culto remonta às épocas remotas da história egípcia. Nos textos das pirâmides ele é o filho do deus da terra Geb e sua mãe é a deusa do céu Nut. Marido de Ísis e pai de Hórus, ele presidia o julgamento dos mortos, onde a pesagem do coração do morto era feita contra o peso da pena da deusa Maat. Em toda a história do antigo Egito, diversos templos foram dedicados a Osíris o que mostra o tamanho de sua popularidade.

Representação de Osíris


Osíris foi se tornando um deus popular ao longo das dinastias, mas em períodos remotos ele era considerado um deus local como a maioria das divindades egípcias. Um dos mitos mais famosos que chegaram até nós foi onde Osíris é cruelmente assassinado por seu irmão Seth. Para ver o mito, clique aqui. Osíris geralmente era representado como um homem mumificado de pele verde (associada com a fertilidade) ou preta (associada com o submundo), com uma barba postiça e suas mãos seguravam os cetros HqA e o Nekhakha. Em sua cabeça possuía a coroa de Atef (a coroa branca do Alto Egito e duas plumas de avestruz).

 

Expressão muito comum no antigo Egito. O Djed é o Hieróglifo do meio.

 

O símbolo Djed, era considerado o mais importante símbolo associado a ele. Representa para alguns estudiosos a coluna vertebral de Osíris, mas o seu significado é incerto. Diversos amuletos ao longo dos tempos foram produzidos em forma de Djed que significava estabilidade e diversas inscrições como a de cima são vistas ao longo da arte egípcia. Aparece muitas vezes em sarcófagos e tinha o intuito de dar estabilidade ao morto. Ele era um amuleto popular também na vida dos egípcios.

Como vimos anteriormente, Osíris era cultuado em vários lugares e diversos centros estavam espalhados em locais como, Mênfis, Letópolis, Heliópolis entre os muitos em todo o antigo Egito. Mas os principais lugares de adoração do deus era em Abidos e Busíris. Nos locais do culto ao deus, acreditavam os egípcios que ali existiam parte do corpo dele, quando Seth o teria cortado em 14 pedaços. Todos os anos nesses centros era comemorada a vitória de Osíris depois de ter enfrentado todo o mal e provavelmente ele acabou se tornando tão popular por conceder a vida eterna aos egípcios. Veja o ritual do Julgamento Egípcio, para que o morto pudesse entrar no Reino de Osíris, Clicando Aqui.

Autor: Lucas Ferreira



Fontes / Referências:

- BUDGE, Wallis. Osiris, The egyptian religion of resurrection. Publisher: University Books, 1961.

- HART, George. The Routledge Dictionary Of Egyptian Gods And Goddesses. 2. ed. Publisher: Taylor & Francis Group, 2005.

- MILLARD, Anne. The Egyptians (Peoples of the past). London: MacDonald & Company, 1975.

- QUESNEL, A et al. O Egito: Mitos e Lendas. Editora: Ática, 1993.

- REMLER, Pat. Egyptian Mythology A to Z. 3. ed. Publisher: Chelsea House, 2010.

Imagens / Fonte:

- http://www.kingtutone.com/clipart/

- http://www.neferchichi.com/clipart.html


Links Relacionados, Confira..


avatar

Sobre Administrador

Natural de Criciúma – SC, Pós-Graduado em História pela UNIASSELVI – SC, com ênfase no Antigo Egito. Escritor do Livro "A Lei do Sofrimento". Apaixonado pelo Antigo Egito e com planos de em breve estar definitivamente morando/trabalhando no Egito.