Raro sarcófago de rato mumificado é devolvido ao Egito..

O Museu Egípcio irá exibir um raro sarcófago de um rato da era ptolomaica, após curadores de museus na Alemanha ajudarem a descobrir que o artefato estava ilegal na Europa por pelo menos 15 anos. O sarcófago é de madeira e tão pequeno quanto seu anfitrião: um rato mumificado. Ratos simbolizavam o deus Hórus nos tempos antigos e uma nação subserviente durante o declínio da civilização.

O Ministro de Estado das Antiguidades Mohamed Ibrahim revela que a recuperação de um objeto tão ilustre e raro começou um ano atrás, quando alguns dos curadores do Museu Egípcio em Lisberg, Alemanha pôs em dúvida as origens do sarcófago. Eles suspeitaram que foi provavelmente contrabandeado ilegalmente para fora do Egito.

 

 

Esses curadores, continuou Ibrahim, relataram as suas dúvidas às autoridades competentes, e chamaram o Centro Cultural egípcio na Alemanha, que por sua vez, verificou os documentos e confirmou que, de fato, pertencia ao Egito. O sarcófago foi um dos artefatos descobertos por uma missão de escavação da Universidade do Cairo, liderada pelo egiptólogo egípcio Sami Gabra em 1804 no sítio arqueológico de Tuna Al-Gabal. Em novembro de 1964, Ibrahim continuou, um colecionador de antiguidades alemão chamado Robert Schleicher comprou o sarcófago de um comerciante de antiguidades em Amsterdã e ofereceu ao museu depois.


Fonte: http://english.ahram.org.eg/NewsContent/9/40/47725/Heritage/Ancient-Egypt/Returned-rare-sarcophagus-of-mummified-rat-to-be-d.aspx

avatar

Sobre Administrador

Natural de Criciúma – SC, Graduado e Pós-Graduado em História pela UNIASSELVI – SC, com ênfase no Antigo Egito. Apaixonado pelos antigos egípcios e com planos de em breve estar definitivamente morando/trabalhando no Egito.