O Baixo e o Alto Egito

Facebook Twitter Email Pinterest Plusone Linkedin Digg Delicious Reddit Stumbleupon Tumblr Posterous

O Baixo e o Alto Egito

Antes da unificação do Egito, existiam duas regiões: o Baixo e o Alto Egito. Essas regiões eram formadas por nomos, que nada mais eram que divisões de governo. Cada nomo possuía sua divindade principal e cultuava milhares de deuses, tinha seus líderes, seus templos, seus sacerdotes e era muito organizado. Para aproveitar melhor as águas do rio Nilo, os nomos precisaram colaborar mutuamente, passando a construir canais de irrigação que garantissem uma agricultura eficaz. Com o passar dos anos, essas alianças começaram a se tornar uma “miniunificação interna”, que posteriormente resultou na formação do Estado egípcio unificado.

 

Segundo BAINES; MALIK (2008, p. 15):

“Os nomos foram divisões administrativas do Egito, cujas origens remontam ao começo do período dinástico. Os 22 nomos do Alto Egito foram estabelecidos pela V dinastia, e sua extensão ao longo do rio é lembrada pelo templo de Senusret I em Karnak [...] Quanto ao Baixo Egito, o número definitivo de 20 nomos não foi estabelecido antes do período Greco-romano. El Fayun e os oásis não faziam parte do esquema. O número total de 42 nomos tinha um valor simbólico: 42 eram os juízes dos mortos, e um escritor cristão dos primeiros tempos, Clemente de Alexandria (século II), afirma que os egípcios tinham 42 livros sagrados.”

 

O Alto Egito era representado pela coroa branca e seus principais símbolos eram o Lótus e a deusa abutre Nekhbet.

Coroa Branca do Alto Egito

 

Já o Baixo Egito era representado pela coroa vermelha e seus principais símbolos eram o Papiro e a deusa cobra Wadjet.

Coroa Vermelha do Baixo Egito

 

O Baixo Egito, ao norte, onde se forma o Delta do Nilo, era considerado uma região de clima mais favorável, com temperaturas mais suaves e com mais chuvas. Já no Alto Egito, ao sul, o clima era mais seco e com poucas chuvas, sendo que as inundações do Nilo faziam com que a terra fosse extremamente fértil. No linkNomes do antigo Egito” você pode conhecer a origem dos nomes atribuídos ao Baixo, ao Alto e ao Unificado Egito.

A seguir temos um mapa (em inglês) que mostra as duas localidades. Lower Egypt corresponde ao Baixo Egito e Upper Egypt ao Alto Egito. Clique para ampliar.

 

Representação do Alto e do Baixo Egito (Em inglês)

 

Popularmente conhecido como período Pré-Dinástico, o Egito ainda não tinha sido unificado e muitas teorias afirmam que os povos da Mesopotâmia tiveram uma influência muito grande na formação da cultura egípcia, trazendo a esses nomos novas tecnologias. A escrita cuneiforme inventada na Mesopotâmia é defendida como sendo a base dos Hieróglifos egípcios. Para entender o processo de unificação do Baixo e do Alto Egito, clique aqui.

 

Quer mais livros sobre o tema? Clique aqui.

Artigos, teses e matérias sobre o antigo Egito? Clique aqui.

 

Autor: Lucas Ferreira

 

Fontes / Referências:

- BAINES, John; MALIK, Jaromir. Cultural Atlas of Ancient Egypt. London: Andromeda Oxford Limited, 2008.

- HART, George. The British Museum Pocket Dictionary of Ancient Egyptian Gods and Goddesses. British Museum Press, 2001.

- MCDONALD, Angela. The Ancient Egyptians: Their Lives and Their World. Published by The British Museum Press, 2008.

- MILLARD, Anne. The Egyptians (Peoples of the past). London: MacDonald & Company, 1975.

- MORLEY, Jacqueline; SALARIYA, David. How Would You Survive As an Ancient Egyptian?.  London: Orchard/Watts Group, 1999.

- SHAW, Ian. The Oxford Illustrated History of Ancient Egypt. Oxford: Oxford University Press, 2000.

 

Sites / Referências:

- http://www.reshafim.org.il/ad/egypt/

- http://www.oxfordexpeditiontoegypt.com/


Links Relacionados, Confira..


avatar

Sobre Administrador

Natural de Criciúma – SC, Pós-Graduado em História pela UNIASSELVI – SC, com ênfase no Antigo Egito. Escritor do Livro "A Lei do Sofrimento". Apaixonado pelo Antigo Egito e com planos de em breve estar definitivamente morando/trabalhando no Egito.