Vestuário, Cosméticos e Joias

Vestuário, Cosméticos e Joias


Os antigos egípcios davam uma importância enorme para vestuário, joias e principalmente cosméticos. Muitos dos utensílios que utilizavam resistiram ao tempo e chegaram até nós. Espelhos, pentes e objetos de banho eram alguns dos mais utilizados no cuidado da higiene e da beleza. Os trajes egípcios foram sendo modificados com o passar dos tempos e com isso foram ganhando mais detalhes, assim como as joias.

O linho era a principal matéria-prima utilizada no vestuário. De modo geral, os homens se vestiam com uma saia e as mulheres usavam vestidos longos com alças. Os ricos preferiam trajes mais sofisticados, com detalhes bordados e muitos acessórios. Apesar de boa parte das pinturas nas tumbas mostrarem pessoas com vestimenta brancas, as roupas coloridas eram muito apreciadas entre os egípcios.


As roupas dos homens e mulheres de diversos níveis sociais do antigo Egito podem ser vistas em uma das paredes da Tumba de Nakht que relatam a Agricultura


“[…]Os egípcios ricos apreciavam os belos objetos de uso diário, especialmente os artigos de penteadeira, como pentes, caixinhas para bálsamos (frequentemente na forma de um músico, um criado que carrega sobre os ombros um cântaro, uma moça nadando), caixinhas com rímel (para maquiagem dos olhos), vasos e espelhos (feito de cobre ou bronze polido, geralmente redondos e com um cabo decorado). Gostavam de estar cercados de móveis elegantes, vestidos delicados e valiosos, perucas e jóias.” (BAINES; MALIK, 2008, p.197)


As roupas no Novo Império foram se tornando mais aprimoradas, e modelos drapeados passaram a ser destaque. As pessoas que realizavam trabalhos pesados a céu aberto, no entanto, preferiam nada vestir, evitando sentir mais calor. Apesar de não haver longos invernos rigorosos, em algumas partes do ano era necessário usar mantas para se cobrir.


Bracelete de Tutankhamon encontrado em seu Túmulo


Independentemente da idade ou do sexo, as joias eram algo muito presente na vida cotidiana. Anéis, colares, brincos, tiaras, braceletes e tornozeleiras complementavam a indumentária egípcia. Os acessórios mais requisitados eram feitos de ouro e pedras semipreciosas, mas a faiança, uma espécie de massa que precisava passar pelo processo de vitrificação, era o mais popular deles. As sandálias eram feitas de papiro trançado, couro ou fibra de palmeira. Era costume andar descalço e carregar as sandálias.


Abaixo veja alguns utensílios que estão no Museu Egípcio de Barcelona (www.museuegipci.com):

 

Quer mais livros sobre o tema? Clique aqui.

Artigos, teses e matérias sobre o antigo Egito? Clique aqui.

 

Autor: Lucas Ferreira



Fontes / Referências:

– BAINES, John; MALIK, Jaromir. Cultural Atlas of Ancient Egypt. London: Andromeda Oxford Limited, 2008.

– HART, George. The British Museum Pocket Dictionary of Ancient Egyptian Gods and Goddesses. British Museum Press, 2001.

– MCDONALD, Angela. The Ancient Egyptians: Their Lives and Their World. Published by The British Museum Press, 2008.

– MILLARD, Anne. The Egyptians (Peoples of the past). London: MacDonald & Company, 1975.

– MORLEY, Jacqueline; SALARIYA, David. How Would You Survive As an Ancient Egyptian?.  London: Orchard/Watts Group, 1999.

– SHAW, Ian. The Oxford Illustrated History of Ancient Egypt. Oxford: Oxford University Press, 2000.

 

Sites / Referências:

– http://www.museuegipci.com/

– http://scriptorium.lib.duke.edu/papyrus/

avatar

Sobre Administrador

Natural de Criciúma – SC, Graduado e Pós-Graduado em História pela UNIASSELVI – SC, com ênfase no Antigo Egito. Apaixonado pelos antigos egípcios e com planos de em breve estar definitivamente morando/trabalhando no Egito.