Filhotes de gatos criados para oferenda aos deuses..

Há dois mil anos atrás um egípcio comprou um gatinho mumificado de um criador para oferecer como um sacrifício para a deusa Bastet, é o que sugere uma nova pesquisa. Entre 332 a.C e 30 a.C no Egito, os gatos foram criados perto dos templos especificamente para serem mumificados e usados ​​como oferendas.

A múmia do gato veio da Coleção Egípcia do Museu Nacional de Arqueologia, em Parma na Itália. Ela foi comprada pelo museu no século 18 de um colecionador. Devido à forma como o museu adquiriu, não há documentação sobre a origem da múmia. As múmias de gatos a partir deste período são comuns, especialmente gatinhos. “Os gatinhos, com idades entre 2 a 4 meses de idade, foram sacrificados em grandes números, porque eram mais adequados para a mumificação”, escreveram os autores no artigo publicado na edição de abril de 2012.

 

 

Os pesquisadores fizeram uma radiografia – semelhante a um raio-X – da múmia, para ver sob os panos e notaram que o pequeno gato era na verdade um gatinho com apenas 5 ou 6 meses de idade. “O fato de que o gato era jovem sugere que ele era um daqueles criados especificamente para a mumificação”, disse em um comunicado, o Professor da Universidade de Parma, Giacomo Gnudi.

O gato estava enrolado tão firmemente quanto possível, e foi colocado na posição sentado antes da mumificação, semelhante aos gatos sentados retratados em hieróglifos a partir da mesma época. Para fazer com que o gato ocupasse um espaço pequeno, os embalsamadores fraturaram alguns dos ossos do gato, incluindo uma espinha dorsal na base da coluna para posicionar a cauda o mais perto possível do corpo.. Matéria Completa: Aqui.


Fonte: http://news.discovery.com/history/kitten-mummy-egypt-sacrifice-baby-ancient-120413.html

avatar

Sobre Administrador

Natural de Criciúma – SC, Graduado e Pós-Graduado em História pela UNIASSELVI – SC, com ênfase no Antigo Egito. Apaixonado pelos antigos egípcios e com planos de em breve estar definitivamente morando/trabalhando no Egito.