Início Antigo Egito Cronologia – Dinastias

Cronologia – Dinastias

632
56
COMPARTILHAR

Cronologia – Dinastias

A cronologia egípcia está em constante modificação devido as novas descobertas que são realizadas (tanto arqueológicas, como tecnológicas). Em alguns períodos, suas datas são aproximadas e com as publicações de grandes egiptólogos (vide referências), montamos a lista abaixo.

Geralmente para realizar o cálculo dos anos, fontes antigas como a Lista Real de Abydos e o Papiro Real de Turim são de suma importância. A maioria dos nomes possuem mais de uma forma de escrita (transliterados, gregos..).

 

Todas as datas são a.C e a margem de erro é dentro de um século mais ou menos por volta de 3000 a.C e dentro de duas décadas cerca de 1300 a.C. As datas são precisas a partir de 664 a.C. (WILKINSON, 2010, p.09)

 


 

Dinastia Zero (Alto Egito):

Nome Data Comentários
Ny-Hor
Pe-Hor Serekhs com seu nome foram encontrados.
Hedj-Hor Serekhs com seu nome foram encontrados.
Iry-Hor Governou Kom el-Ahmar (Hieracómpolis).
Ka Sheken Governou Kom el-Ahmar (Hieracómpolis). Foram encontradas cerâmicas na sua tumba em Abydos
Serket II (Rei Escorpião) O seu nome figura na cabeça da maça (clique aqui) de Kom el-Ahmar (Hieracómpolis).

 

PERÍODO ARCAICO OU ÉPOCA TINISTA

Primeira Dinastia:

Nome Data Comentários
Narmer ou Menés 3100 – 3050 a.C. 1º Unificador do Baixo e do Alto Egito
Hor-Aha 3050 – 3049 a.C.
Djer 3049 – 3008 a.C.
Djet ou Uadji 3008 – 2975 a.C.
Merneith Regente de Den
Den ou Udimu 2975 – 2935 a.C. Primeiro a usar o título de Rei do Alto e Baixo Egito
Anedjib ou Adjib 2935 – 2925 a.C.
Semerkhet 2925 – 2916 a.C.
Qa’a ou Kaa 2916 – 2890 a.C. Possuía uma tumba em Abydos. Provavelmente teve um longo governo.


 

Segunda Dinastia:

Nome Data Comentários
Hotepsekhemui 2828 – 2800 a.C.
Nebré ou Rêneb 2800 – 2785 a.C. Primeiro faraó a utilizar o nome Rá no nome.
Ninetjer ou Neterimu
Senedj 2791 – 2781 a.C. O Egito passa por instabilidades.
Peribsen 2753 – 2727 a.C. Utiliza em seu Serekh o animal que simboliza Seth (clique aqui).
Khasekhemui 2686 a.C.


 

ANTIGO IMPÉRIO

Terceira Dinastia:

Nome Data Comentários
Sanakht ou Nebka 2686 – 2667 a.C. Colocou novamente o Egito em ordem.
Djoser (Netjerirkhet) 2667 – 2648 a.C. Ordenou a construção da Pirâmide escalonada (degraus) em Saqqara, projetada pelo arquiteto e vizir Imhotep.
Sekhemkhet 2648 – 2640 a.C.
Khaba 2640 – 2637 a.C.
Huni 2637 – 2613 a.C.


 

Quarta Dinastia:

Nome Data Comentários
Seneferu ou Snefru 2613 – 2589 a.C. Construiu as grandes Pirâmides de Dashur – Pai de Queóps
Queóps ou Khufu 2589 – 2566 a.C. Construiu a Grande Pirâmide.
Djedefre ou Redjedef 2566 – 2558 a.C.
Quéfren ou Khaf-re 2558 – 2532 a.C. Construiu a segunda maior Pirâmide e a esfinge de Gizé.
Miquerinos ou Menkauré 2532 – 2503 a.C. Construiu a terceira Pirâmide de Gizé. Rá começa a ganhar destaque.
Chepseskaf 2503 – 2498 a.C.


Quinta Dinastia:

Nome Data Comentários
Userkaf 2494 – 2487 a.C. Construiu templos ao deus Sol.
Sahura ou Sahure 2487 – 2475 a.C.
Neferirkaré 2475 – 2455 a.C.
Chepseskaré 2455 – 2448 a.C.
Neferefré ou Raneferef 2448 – 2445 a.C.
Niuserré ou Nyuserre Ini 2445 – 2421 a.C.
Menkauhor 2421 – 2414 a.C.
Djedkara Isesi ou Djedkaré Isesi 2414 – 2375 a.C.
Unas ou Wenis 2375 – 2345 a.C. Surgem os Textos das Pirâmides.


Sexta Dinastia:

Nome Data Comentários
Teti 2345 – 2323 a.C.
Userkara ou Userka-re 2323 – 2321 a.C.
Pepi I 2321 – 2287 a.C.
Merenré I 2287 – 2278 a.C.
Pepi II (Neferkaré) 2278 – 2185 a.C.

 

Primeiro Período Intermediário

Sétima Dinastia:

Nome Data Comentários
Netjerkare ? a.C.
Menkare ? a.C.
Neferkare II ? a.C. Citado pela Lista Real de Abydos.
Neferkare Neby ? a.C.
Djedkare Shemai ? a.C. Citado pela Lista Real de Abydos.
Neferkare Khendu ? a.C. Citado pela Lista Real de Abydos.
Merenhor ? a.C.
Seneferka Neferkamin ? a.C.
Nikare ? a.C. Citado pela Lista Real de Abydos.
Neferkare Tereru ? a.C. Citado pela Lista Real de Abydos.
Neferkahor ? a.C. Citado pela Lista Real de Abydos e em um cilindro real.

Info: Tanto a Sétima quanto a Oitava Dinastia foram períodos de desordem civil. Essa dinastia acabou não sendo boa para os egípcios.

Oitava Dinastia:

Nome Data Comentários
Neferkare Pepiseneb ? a.C. Citado na Lista Real de Abydos e no Cânon de Turim.
Neferkamin Anu ? a.C. Citado na Lista Real de Abydos e no Cânon de Turim.
Qakare Ibi ? a.C. Citado na Lista Real de Abydos e no Cânon de Turim.
Neferkaure II ? a.C. Citado na Lista Real de Abydos.
Neferkauhor ? a.C.
Neferirkare ? a.C.

Info: Houve numerosos faraós nessas duas dinastias e a que tudo indica, foram em caráter de transição, não ocupando muito tempo seus reinados.

Nona Dinastia:

Nome Data Comentários
Kheti I (Aktoés) ? a.C.
Merikaré ? a.C.
Neferkaré VII ? a.C.
Kheti II ? a.C.
Kheti III ? a.C.
Kheti IV ? a.C.

 

Décima Dinastia:

Nome Data Comentários
Kheti V ? a.C.
Kheti VI ? a.C.
Kheti VII ? a.C.

Info: Tanto na Nona como na Décima Dinastia, durante um curto período de tempo, líderes começaram a dominar em várias regiões. Destaque para o Faraó Kheti vindo da cidade de Herakleopolis que durante um certo tempo governou o Egito. Segundo alguns egiptólogos, nessa época o Egito foi novamente dividido em dois: o Sul tinha como centro político Tebas e o Norte a cidade de Herakleopolis.

MÉDIO IMPÉRIO

Décima Primeira Dinastia:

Nome Data Comentários
Mentuhotep I (Nebhepetre) ? a.C. Tebas
Intef I (Sehertawy) ? a.C. Tebas
Intef II (Wahankh) 2118 – 2069 a.C. Tebas
Intef III (Nakhtnebtepnefer) 2069 – 2061 a.C. Tebas
Mentuhotep II (Nebhetepre) 2061 – 2010 a.C. Todo o Egito
Mentuhotep III (Sankhkare) 2010 – 1998 a.C. Todo o Egito
Mentuhotep IV (Nebtawyre) 1998 – 1991 a.C. Todo o Egito

Info: A Décima Primeira dinastia divide-se entre o fim do Primeiro Período Intermediário e o começo do Império Médio. Segundo BAINES (2004), alguns faraós governaram por TEBAS na divisão e outros governaram o Egito já re-unificado.

Décima Segunda Dinastia:

Nome Data Comentários
Amenemés I (Sehetepibré) 1991-1962 a.C.
Senusret I (Kheperkaré) 1971-1926 a.C.
Amenemés II (Nubkauré) 1929-1895 a.C.
Senusret II (Khakheperré) 1897-1878 a.C.
Senusret III (Khakauré) 1878-1841 a.C.
Amenemés III (Niamaatré) 1842-1797 a.C.
Amenemés IV (Maatkheruré) 1798-1786 a.C.
Sebekneferu (Sebekkaré) 1785-1782 a.C.


Segundo Período Intermediário

Décima Terceira Dinastia

Info: A 13ª dinastia começou logo após a morte de Sebekneferu. Essa dinastia é freqüentemente descrita como uma era de caos. Uma época de desfragmento político e total desordem no Egito.

Décima Quarta Dinastia

Info: A Décima Quarta Dinastia egípcia foi marcada pela decadência do poder. Pouco se sabe sobre o grupo de Faraós que governaram aqui, mas nesse período, os Hicsos acabaram por alargar a sua influência no Egito. De acordo com Maneton, esta dinastia é composta por 76 reis e teria durado cerca 184 anos.

 

Décima Quinta Dinastia

Info: Foi a dinastia em que os hicsos tomaram o poder no Egito se estendendo até a Décima Sétima Dinastia. Muita tecnologia foi trazida por eles, o que posteriormente beneficiaria o povo egípcio, que nunca viu essa invasão com bons olhos, gerando intermináveis conflitos civis.

 

Décima Sexta Dinastia

Info: Esta dinastia é composta por governantes Hicsos de menores importâncias. São contemporâneos da Décima Quinta Dinastia.

Décima Sétima Dinastia:

Nome Data Comentários
Intef V (Nebkheperre) ? a.C.
Rahotep ? a.C.
Sebekemsaf I ? a.C.
Sebekemsaf II ? a.C.
Tao I (Senakhtenré) ? a.C.
Tao II (Sekenenré) ? a.C.
Kamósis (Uadjkheperé) ? a.C.

Info: A Décima Sétima Dinastia teve numerosos governantes tebanos. Ela estava sediada em Tebas e não dominava todo o Egito. Os últimos governantes iniciaram à expulsão dos Hicsos. O governante Tao II provavelmente morreu em um batalha tentando expulsar os Hicsos do Egito e um de seus filhos, Amósis, o fundador da 18ª dinastia acabou conseguindo a expulsão definitiva.

NOVO IMPÉRIO

Décima Oitava Dinastia:

Nome Data Comentários
Amósis (Nebpehtiré) 1550 – 1525 a.C.  Expulsou os Hicsos.
Amenhotep I (Djeserkaré) 1525 – 1504 a.C.
Tutmés I (Aakheperkaré) 1504 – 1492 a.C.
Tutmés II (Akheperenré) 1492 – 1479 a.C.
Hatshepsut (Maatkaré) 1479 – 1458 a.C. Rainha-faraó do Egito.
Tutmés III (Menkheperre) 1458 – 1426 a.C.
Amenhotep II (Aakheperuré) 1425 – 1400 a.C.
Tutmés IV (Menkheperuré) 1400 – 1390 a.C.
Amenhotep III (Nebmaatré) 1390 – 1352 a.C. O templo mortuário foi o maior já construído. Provavelmente o avô de Tutankhamon.
Amenhotep IV ou Akhenaton (Neferkheperuré uaenré) 1352 – 1338 a.C. Fundador do culto a um único Deus; ATON.
Semenkhkaré (Ankhkheperuré) 1338 – 1336 a.C. Talvez Nefertiti. Sua identidade é incerta.
Tutankhamon (Nebkheperuré) 1336 – 1327 a.C. Filho de Akhenaton e restabeleceu o culto aos vários deuses. Mudou seu nome de Tutankhaton para Tutankhamon.
Ay (Kheperkheperuré) 1327 – 1323 a.C.
Horemheb (Djeserkheperuré) 1323 – 1295 a.C.


Décima Nona Dinastia:

Nome Data Comentários
Ramsés I (Menpehtiré) 1293 – 1291 a.C.
Seti I (Menmaatré) 1291 – 1278 a.C.
Ramsés II (Usermaatré-sepenré) 1278 – 1212 a.C. Ramsés o Grande. Talvez tenha sido o Faraó de maior destaque em todas as dinastias egípcias.
Merenptah (Baenré hotephirmaat) 1212 – 1202 a.C.
Amenmessés (Menmiré) 1202 – 1199 a.C.
Seti II (Userkepheruré setepenré) 1199 – 1193 a.C.
Siptah (Akhenré setepenré) 1193 – 1187 a.C.
Tauseret (Satré-meritamon) 1187 – 1185 a.C.


Vigésima Dinastia:

Nome Data Comentários
Setnakht (Usermatré meriamon) 1196 – 1194 a.C.
Ramsés III (Usermaatré meriamon) 1194 – 1163 a.C.
Ramsés IV (Heqamaatré setepenamon) 1163 – 1156 a.C.
Ramsés V (Usermaatré sekheperenré) 1156 – 1151 a.C.
Ramsés VI (Nebmaatré meriamon) 1151 – 1143 a.C.
Ramsés VII (Usetmaatré sertepenré meiamon) 1143 – 1136 a.C.
Ramsés VIII (Usermaatré akhenamon) 1136 – 1131 a.C.
Ramsés IX (Neferkaré setepenré) 1131 – 1112 a.C.
Ramsés X (Khepermaatré setepenré) 1112 – 1100 a.C.
Ramsés XI (Menmaatré setepenptah) 1100 – 1070 a.C.


Terceiro Período Intermediário

Vigésima Primeira Dinastia:

Nome Data Comentários
Smendes (Hedjkheperré setepenré) 1070 – 1044 a.C.
Amenemnesu (Neferkaré) 1044 – 1040 a.C.
Psusenes I (Aakheperré setepenamon) 1040 – 992 a.C.
Amenemope (Usermaatré setepenamon) 993 – 984 a.C.
Osorkon I (Aakheperré setepenré) 984 – 978 a.C.
Siamon (Netjerikheperré setepenamon) 978 – 959 a.C.
Psusenes II (Titkheperuré setepenré) 959 – 945 a.C.

 

Vigésima Segunda Dinastia:

Nome Data Comentários
Shoshenk I (Hedjkheperré setepenré) 945 – 924 a.C.
Osorkon II (Sekhemkheperré setepenré) 924 – 890 a.C.
Shoshenk II (Hedjkheperé setepenré) 890 – 883 a.C.
Takelot I (Usermaatré setepenamon) 883 – 874 a.C.
Osorkon III (Usermaatré setepenamon) 874 – 855 a.C.
Takelot II (Hedjkheperré setepenré) 860 – 835 a.C.
Shoshenk III (Usermaatré setepenamon) 835 – 783 a.C.
Pamiu (Usermaatré setepenamon) 783 – 773 a.C.
Shoshenk V (Aakheperré) 773 – 735 a.C.
Osorkon V (Aakheperré setepenamon) 735 – 712  a.C.

 

Vigésima Terceira Dinastia:

Nome Data Comentários
Padibastet 828 – 803 a.C.
Osorkon VI 777 – 749 a.C.
Peftjauauibastet (Neferkaré) 740 – 725 a.C.

Info: A Vigésima Terceira dinastia egípcia contem vários Faraós no poder ao mesmo tempo, em Tebas, Hermópolis, Herakleopolis, Leontópolis e Tânis. A combinação e a ordem não são exatas e causam controvérsias entre os estudiosos.

Vigésima Quarta Dinastia:

Nome Data Comentários
Tefnakht 724 – 712 a.C. Capital era Saís.
Bakenrenef (Uahkaré) 717 – 712 a.C. Capital era Saís.

 

Vigésima Quinta Dinastia:

Nome Data Comentários
Kachta (Nimaatré) 770 – 750 a.C. Governou a Núbia e a área de Tebas.
Peye (Usermaatré) 750 – 712 a.C. Governou a Núbia e a área de Tebas.
Shabaka (Neferkaré) 712 – 698 a.C. Governou a Núbia e todo o Egito.
Taharka (Khunefertumré) 698 – 664 a.C. Governou a Núbia e todo o Egito.
Tanutamon 664 – 657 a.C. Governou a Núbia e todo o Egito.

 

 

Período Tardio (Último Período)

Vigésima Sexta Dinastia:

Nome Data Comentários
Necao I 672 – 664 a.C.
Psamético I (Uahibré) 664 – 610 a.C.
Necao II (Wehemibré) 610 – 595 a.C.
Psamético II (Neferibré) 595 – 589 a.C.
Apriés (Haaibré) 589 – 570 a.C.
Amásis (Khenemibré) 570 – 526 a.C.
Psamético III (Ankhkaenré) 526 – 525 a.C.


Vigésima Sétima Dinastia:

Nome Data Comentários
Cambisés II 525 – 522 a.C.
Dario I 521 – 486 a.C.
Xerxes I 486 – 466 a.C.
Artaxerxes I 466 – 424 a.C.
Dario II 424 – 404 a.C.

Info: A Vigésima Sétima dinastia egípcia também é conhecida como 1º Período Persa, onde o território egípcio ficou no controle dos Persas.

Vigésima Oitava Dinastia:

Nome Data Comentários
Amirteus 404 – 399 a.C.

Info: A Vigésima Oitava dinastia teve segundo alguns estudiosos apenas um Faraó. Ele é o responsável por iniciar a expulsão dos Persas do Egito.

Vigésima Nona Dinastia:

Nome Data Comentários
Neferites I (Baenré merinetjeru) 399 – 393 a.C.
Psamutis (Userré setepenptah) 393 a.C.
Hakoris (Khmemmaatré) 393 – 380 a.C.
Neferites II 380 a.C.


Trigésima Dinastia:

Nome Data Comentários
Nectanebo I (Kheperkaré) 380 – 362 a.C.
Teos (Irimaatnré) 365 – 360 a.C.
Nectanebo II (Senedjemibré setepeniniheret) 360 – 343  a.C.


Trigésima Primeira Dinastia:

Nome Data Comentários
Artaxerxes III Oco 343 – 338 a.C.
Arsés 338 – 336 a.C.
Dario III Codomano 335 – 332  a.C.

Info: A Trigésima Primeira dinastia egípcia também é conhecida como 2º domínio Persa. Esse período foi interrompido por um governante local chamado Khababack (Senensetepenptah).

Período Greco-Romano (332-30 a.C)

É o período da história do Egito que ocorre entre 332 a.C à 30 a.C, envolvendo as dinastias Macedônicas e Ptolomaicas, destacando-se a rainha Cleopatra VII (51-30 a.C), considerada a última rainha a tentar restabelecer a soberania egípcia.

Autor: Lucas Ferreira

Fontes / Referências:

– BAINES, John; MALIK, Jaromir. Cultural Atlas of Ancient Egypt. London: Andromeda Oxford Limited, 2004.

– HART, George. The British Museum Pocket Dictionary of Ancient Egyptian Gods and Goddesses. British Museum Press, 2001.

– MCDONALD, Angela. The Ancient Egyptians: Their Lives and Their World. Published by The British Museum Press, 2008.

– MILLARD, Anne. The Egyptians (Peoples of the past). London: MacDonald & Company, 1975.

– MORLEY, Jacqueline; SALARIYA, David. How Would You Survive As an Ancient Egyptian?.  London: Orchard/Watts Group, 1999.

– SHAW, Ian. The Oxford Illustrated History of Ancient Egypt. Oxford: Oxford University Press, 2000.

Sites / Referências:

http://www.reshafim.org.il/ad/egypt/

http://www.oxfordexpeditiontoegypt.com/

http://scriptorium.lib.duke.edu/papyrus/

56 COMENTÁRIOS

  1. Coisa linda a história do Egito, estive no Oriente médio em 2010, tive o previlegio que conhecer o Egito, Israel, Jordânia, gostaria de voltar um dia. parabéns pela matéria.

    um abraço.

    Antonio.

    • Olá Antonio, tudo bom?! Fico feliz que tenhas gostado do site. Espero que você consiga voltar para o Egito, Israel e Jordânia.

      Até mais.

  2. Boa tarde Sr. Lucas Ferreira,
    Sou um “fan” da cultura egípcia e, por isso, tudo o que posso ler é sempre bem vindo. O Seu sítio interessou-me muito, sobretudo porque compartimenta a informação em pequenos tópicos e, por isso, é mais fácil ler aquilo que mais nos interessa (no limite, tudo, mas lido por ordem decrescente de interesse).
    Feito este preâmbulo, pedia-lhe o favor de postar o que achar interessante sobre a “Medicina egípcia”. nomeadamente sobre o diagnóstico, (“é uma doença que conheço e sei tratar”, p. e.), cuja forma acho interessantíssima.
    Desde já muito grato.
    Ah! Falo-lhe desde Portugal

    • Olá José M. R. Gonçalvez, tudo bom? Fico feliz que tenhas gostado do site.

      Obrigado pela dica, medicina egípcia é uma tema muito interessante. Está anotado aqui.

      Abraço! Até mais.

  3. Administrador sabe me informar se existiu algum faraó ou rei do alto Egito ou baixo Egito chamado Aedes ???

  4. Ola amigos e amigas , fiquei de queixo caído com tudo que li.
    Adorei mesmo.Tenho uma pergunta que sai do tema , quero fazer uma tattoo e queria colocar meu nome , como isso é possível ?
    Na rede tem um aplicativo que traduz simbolicamente , mas qual é a exatidão disso , se puderem eu agradeço a ajuda.

    • Olá Renato, tudo bom? É possível. Me adiciona no Facebook, para eu te indicar um grupo que faz essa tradução. Até mais.

  5. Adoro o Egito, e queria que vcs falassem da dinastia de farsós negros, poucas pessoas sabem sobre essa dinastia, e sibre as pirâmides menires que foram cinstruidas nesse período. Obrigaga, Evangelyne Pessoa.

  6. ola, adorei a materia, e gostaria de saber como os faraós seguiam seus mandatos. se podiam casar com outras pessoas que nao fosse da corte e quando a familia nao pudesse assumir, como ficaria para seguir o mandato e manter a dinastia. obrigada

    • Olá Hugo, tudo bom? Não tenho em pdf. Você pode copiar o texto e gerar um pdf a partir do word. Até mais.

  7. Acredito eu, que Moisés teria nascido na dinastia 18 no tempo de Tutmés primeiro, e não Ramsés segundo que afinal foi o grande. E a mãe adotiva de Moisés teria sido Hatshepsut. Concorda?

  8. um candidato a presidencia os USA , veio como uma história de que aa pirámides do egito foram construidas por josé como celeiros, será que ele quer mudar a história ou ele tem razão, tive a oportunidade de ir no egito e israel em 2010, pelo que eu escutei e vi as piramides guardavam as mumias dos faraós depois da morte.

    • Olá Antonio, tudo bom? Há muitas teorias criadas visando a venda de documentários e livros. As pirâmides não são ocas (possuem apenas câmaras e galerias), ou seja, seu espaço de armazenamento não condiz com o tamanho da estrutura. É possível citar vários motivos que anulariam por completo essa “teoria”. Espero ter ajudado. Até mais.

  9. Olá, sou aluna de arquitetura e urbanismo, e a minha equipe ficou com o Egito para fazer uma peça de teatro, mas estamos um pouco perdidos sobre o roteiro, sobre o que falar, com um assunto tão extenso como esse, vários faraós, vários mitos, e queria a sua ajuda para dar-nos uma luz, ja que são 20 minutos de apresentação

  10. Alô internauta,
    Sugiro mudar o texto que se refere a XIX Dinastia, época do Legislador Moisés no que diz; “Talvez tenha sido o Faraó de maior destaque em todas as dinastias egípcias..”

    – escreve-se “Esse Faraó foi o de maior destaque em todas as Dinastias egípcias..”

    Digo isso baseado em variados estudos junto a outros que, aliás, estiveram pesquisando in loco junto com cientistas arqueólogos, algo de muito útil para historicidade das nações.

    Foi-se criado uma novela em grande rede de televisão e como toda novela, existem itens inventados, ampliados, lendários e estimulando interpretações várias diante do povo leigo, longe da cultura geral, assim, fora erro crasso a aludida rede televisiva se utilizar de dados históricos e criar itens sobre isso, tais como:
    – Mãe de Moisés – nunca foi Jocabed e sim a princesa Thermutis, irmã de Ramsés II;
    – A gravidez aconteceu fora do palácio e não como se criou na novela, inventando uma outra mãe, fora do palácio e de sangue hebreu.;
    – Aarão, considerado irmão de Moisés existiu sim conforme visto na tv com seus feitos paranormais – lado a lado com o Legislador, entretanto, se criou tantas cenas mentirosas que até a razão duvida…
    – Criaram um pai para o Legislador, sendo de raça hebréia, morador da vila dos escravos – ali mesmo em Tanis, de nome Anrão que faleceu na novela de morte natural, porém, esse nunca existiu, pois o verdadeiro pai de Moisés se chamava Ithamar, igualmente Hebreu, escultor, funcionário de certo líder de empresa de esculturas nos arredores da vila dos escravos – portanto, um amor proibido para uma princesa tão poderosa – irmã do Faraó … dessa paixão nasceu Moisés.

    Sem delongas, encerro aqui esses dados certeiros, o que muito poderíamos explanar em tempo hábil.

    Se admiras realmente esse fase do Egito e suas dinastias, deve atentar para esses dados passados..

    Abraço / Prof. Araújo – Brasília DF

  11. Lucas,

    Parabéns pelo material deste site, sempre com referência e com texto bastante acessível. Saiba que está ajudando muito minhas aulas de história da arte!

    Se não for abuso, estou procurando referências dos grafismos egípcios, vejo muita semelhança entre eles e os grafismo das cerâmicas marajoaras. Se tiver alguma fonte que investigue imagem, ficarei eternamente grato, pois não encontro fontes confiáveis para este assunto.

    • Olá Luís Augusto, tudo bom? Fico feliz que tenhas gostado do site.

      Eu tenho alguns materiais sobre o tema (em inglês). Me Adiciona no Facebook para que possamos conversar melhor. Até mais.

  12. Olá amigo, sou acadêmico de Direito e também muito curioso a respeito da história egípcia. Tenho lido algumas coisas sobre os faraós negros, apesar da pouca divulgação. Em que período isso ocorreu,até porque se percebe em gravuras antigas a pela escura ou marrom dos faraós. Um abraço.

    • Olá Adilson, tudo bom? Eles foram criadas para facilitar o estudo da civilização egípcia. Até mais.

    • Olá Carlos, tudo bom? A primeira grande invasão foram para os Hycsos por volta de 1700 a.C. Até mais.

  13. Saudações.
    A primeira invasão que os egípcios sofreram foi pela Assíria no séc. VII a.C. (aprox.)Obrigado!

  14. Boa Noite Queridos !!
    Muito interessante falar sobre esse lugar histórico e maravilhoso que é o Egito.
    Eu sempre fui apaixonada, apesar de não tem muito conhecimento sobreo assunto, eu goostaria de saber quais os primeiros procedimentos para estudar esse assunto, eu sei que no nosso país deve ser um pouco dificil encontrar isso,pois eu moro na capital e já procurei alguns lugares e não encontro, se puder me ajudar, eu serei grata!
    Outra Coisa, na sua opnião, qual foi o mais conceituado faraó?

    • Olá Aline Souza, tudo bom? Muito legal seu interesse pela Egiptologia. Realmente no Brasil não há graduação na área e muitos acabam recorrendo a cursos fora daqui. Você pode fazer um curso de História e especialização em História Antiga (Egito) ou Arqueologia com alguma especialização voltada para o tema. Há também a possibilidade de seguir em qualquer área de seu interesse e adaptá-la para o antigo Egito, como é o caso do arquiteto Francês http://antigoegito.org/arquiteto-frances-descobre-novas-salas-na-piramide-de-khufu-queops/ e de tantos outros que seguiram nessa linha.

      Historicamente falando, Ramsés II foi o maior Faraó que o Egito já teve, mas não consigo opinar sem listar no mínimo 5. Para mim, cada época teve seu destaque.

      Att. Lucas Ferreira.

      • Boa Noite Lucas !
        Muito Obrigada por responder prontamente! 😉 Eu tenho intenções de estudar História, e fazer exatamente o que você disse, me especializar em História Antiga, mas o que você me diz sobre o mercado de trabalho ? Tanto aqui quanto no Egito, são exigidas muitas qualificações ?
        Você tem algum e-mail que possamos trocar correspondencias ? Gostaria de um pouco mais de suas informações, se você puder me ajudar, serei grata !

        * Você dá algum tipo de curso desse estudo ?

        • Olá Aline Souza, tudo bom? O mercado de trabalho pode variar, mas você geralmente irá acabar dando aulas e fazendo pesquisas levando o nome de alguma instituição. No Egito, o mercado é muito mais concorrido, já que lá eles convivem com isso diariamente e alguém vindo de fora, acaba ficando inicialmente em desvantagem. Toda qualificação é sempre bem vinda, mas o básico é dominar bem o inglês e estar por dentro das últimas notícias envolvendo a sua área de pesquisa.

          Meu E-Mail é: LucasFerreira@AntigoEgito.org

          Não ministro nenhum tipo de curso na área, mas no que eu puder lhe ajudar, farei com prazer.

          Att. Lucas Ferreira.

  15. Oi Lucas,
    Saberia me dizer em que Dinastia foi implantada Maat e quando terminou. Quais reis deram maior valor a Maat. Outra coisa: Por que ela é confundida com Isís? Em tempo: tenho uma tatuagem da deusa em minhas costas.
    Obrigada.

    • Olá Katia, tudo bom? Maat vem desde do Império Antigo e durante todo o Egito foi adorada com a deusa da Justiça e da Verdade. Na segunda dinastia o Faraó Sekhemib, já colocava em seu nome de Horus a deusa Maat. Não se sabe quase nada a respeito desse Faraó e alguns chegam a dizer que seria Peribsen.

      Onde você leu que ela é confundida com Isis? Apesar de ambas terem semelhanças eu desconheço essa confusão. Você tem uma tatuagem? Que legal! No site temos uma sessão para os visitantes postarem suas tatuagens.

      Att. Lucas Ferreira.

      • Oi! A confusão que às vezes observo, é que mostram a imagem de Maat (pluma de avestruz na cabeça) e falam que é Isis ( assento com espaldar – trono na cabeça) ou vice-versa. É só colocar no Google: Deusa Isis e aparece imagens de Maat e Isis. Um abraço,Obrigada.

        • Olá Katia, tudo bom? Coloquei no Google e realmente apareceu a imagem de Maat sendo atribuída a Ísis, e isso ocorre em sites onde as pessoas não tem um aprofundamento da arte egípcia. É desatenção ou desconhecimento. Até mais.

  16. Sou descendente de egipcios, e me orgulho muito de saber que tenho sangue egipcio nas minhas veias. Tenho muito fascinio pelo egito,acho até que eh doença. Pretendo me formar em egiptologia, quem sabe agente num se esbarra pelo egito
    Me adicionem no Facebook: Diehgo Maurício
    Sou de Natal/RN

    • Olá Diehgo Denali, tudo bom? Muito legal seu fascínio pelo Egito! Sem dúvida um dia podemos nos esbarrar por lá.

      O Facebook do site encontra-se no menu direito na parte superior.

      Att. Lucas Ferreira.

  17. eu amo o egito mesmo nunca tenha saido da minha cidade e a um mes venho estudando a historia do egito è e facinante,senhor lucas se nao for tomar muito o seu tempo gostaria que o senhor podece enviar algumas materias para o meu gmail,eu ficaria muito feliz,pode enviar o que quiser cendo o egito estar otimo.Beijos e abracos Fabiane..

    • Olá Fabiane, tudo bom? Muito legal seu interesse pelo antigo Egito, continue estudando sempre. Você pode encontrar as principais matérias da Egiptologia mundial dos últimos 2 anos aqui no site. Abraços e sucesso nos estudos.

  18. Olá Lucas, tudo bem?
    Tenho uma curiosidade:
    Muitos de nós, leigos, acreditam que as pirâmides, além de túmulos, também eram a moradia do faraó e sua corte. Mas nunca estudei algo a respeito. Pelas suas pesquisas, onde eles moravam?
    Grata!

    • Olá Eronilda, tudo bem sim e com você? Os Faraós moravam em palácios reais, juntamente com toda a sua família e servos. As Pirâmides eram construídas única e exclusivamente para o descanso final dos Faraós. Elas não teriam condições de abrigar uma família e também são pouco funcionais para esse mérito. Até mais.

  19. Existe um livro de Ahmed Ossman: Moises e Akhenaton: A história secreta do exôdo, que lança a teoria de que Akhenaton seria Moises e que Aton o deus de Akhenaton era na verdade o Deus de Moisés. O que vc acha disso?

    • Olá Silvio Jorge Guedes, tudo bom? Essa teoria já foi tema de alguns debates na internet e sempre gera muita polêmica por envolver religião. Ao meu ver é apenas uma teoria sem prova arqueológica. Há outra teoria que diz que Akhenaton teria sido o faraó que expulsou Moisés e acabou morrendo como castigo divino e por isso seu corpo nunca foi encontrado. Então, historicamente falando não há nada que comprove tais teorias, elas são apenas crenças e cabe a cada um acreditar ou não. Espero ter ajudado. Até mais.

      • Alô colega..
        Após inúmeras pesquisas e estudos de varia ordem, lecionando História por um período, concluo que existem muitas coisas a serem vistas e discutidas, o que nos honra com suas palavras certeiras e de propriedade… agradeço.
        Tendo tempo, podemos clicar mais em novo momento… Abraços de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

*