Início Antigo Egito Vale dos Reis e das Rainhas

Vale dos Reis e das Rainhas

377
24
COMPARTILHAR

Vale dos Reis e das Rainhas



O Vale dos Reis


O Vale dos Reis é o lugar de descanso dos principais Faraós do Novo Império. Ele fica localizado em um grande vale cheio de montanhas no Egito, na margem ocidental do Nilo, próximo de Luxor (antiga Tebas). O vale tem dois lados: o lado ocidental (oeste) e o oriental (leste), sendo que as tumbas mais famosas estão no lado leste. Nessas tumbas encontram-se os mais belos trabalhos da mitologia egípcia.

A maioria das tumbas foi violada por ladrões durante muito tempo, porém a KV62, tumba de Tutankhamon, foi encontrada por Howard Carter e continha o mais belo tesouro arqueológico já visto no mundo. Dessa descoberta surgiram muitas teorias e ideias malucas (como a da maldição do Faraó), que de certa forma contribuíram para o interesse e a popularização do antigo Egito.


Vale dos Reis – Foto da tumba KV62 (Tumba de Tutankhamon)


O Vale dos Reis atualmente é um dos pontos turísticos mais visitados do Egito. Algumas tumbas estão fechadas, visando à preservação, já que a quantidade de turistas que as tumbas recebiam diariamente estava provocando a deterioração delas. Há também explorações no local, e recentemente (2006) foi anunciada a descoberta de uma nova tumba: a KV63. As principais decorações das tumbas envolvem o livro dos mortos, o livro dos portões, o livro das cavernas e o amduat.


Tumbas do Vale dos Reis:

KV1 – Tumba de Ramsés VII.
KV2 – Tumba de Ramsés IV.
KV3 – Tumba de um filho de Ramsés III.
KV4 – Tumba de Ramsés XI.
KV5 – Tumba dos filhos de Ramsés II.
KV6 – Tumba de Ramsés IX.
KV7 – Tumba de Ramsés II.
KV8 – Tumba de Merenptah.
KV9 – Tumba de Ramsés V e Ramsés VI.
KV10 – Tumba de Amenmeses.
KV11 – Tumba de Ramsés III.
KV12 – Tumba de dono desconhecido.
KV13 – Tumba de Bay.
KV14 – Tumba de Tausert e Setnakht.
KV15 – Tumba de Seti II.
KV16 – Tumba de Ramsés I.
KV17 – Tumba de Seti I.
KV18 – Tumba de Ramsés X.
KV19 – Tumba de Mentuherkhepeshef.
KV20 – Tumba de Hatchepsut e Tutmés I.
KV21 – Tumba de dono desconhecido.
WV22 – Tumba de Amenhotep III. (Parte ocidental – OESTE)
WV23 – Tumba de Ay. (Parte ocidental – OESTE)
WV24 – Tumba de dono desconhecido. (Parte ocidental – OESTE)
WV25 – Tumba de dono desconhecido. (Parte ocidental – OESTE)
KV26 – Tumba de dono desconhecido.
KV27 – Tumba de dono desconhecido.
KV28 – Tumba de dono desconhecido.
KV29 – Tumba de dono desconhecido.
KV30 – Tumba de dono desconhecido.
KV31 – Tumba de dono desconhecido.
KV32 – Tumba de Tia’a, esposa de Amen-hotep II.
KV33 – Tumba de dono desconhecido.
KV34 – Tumba de Tutmés III.
KV35 – Tumba de Amen-hotep II.
KV36 – Tumba de Maiherperi.
KV37 – Tumba de dono desconhecido.
KV38 – Tumba de Tutmés I.
KV39 – Possível tumba de Amen-hotep I.
KV40 – Tumba de dono desconhecido.
KV41 – Tumba de dono desconhecido.
KV42 – Tumba de Hatshepsut-Meryt-Ra.
KV43 – Tumba de Tutmés IV.
KV44 – Tumba de dono desconhecido.
KV45 – Tumba do nobre Userhet.
KV46 – Tumba de Yuya e Thuyu.
KV47 – Tumba de Siptah.
KV48 – Tumba de Amenemipet.
KV49 – Tumba de dono desconhecido.
KV50 – Tumba de dono desconhecido.
KV51 – Tumba de dono desconhecido.
KV52 – Tumba de dono desconhecido.
KV53 – Tumba de dono desconhecido.
KV54 – Talvez a câmara de embalsamento de Tutankhamon.
KV55 – Talvez de Tiye ou Akhenaton.
KV56 – Tumba de dono desconhecido.
KV57 – Tumba de Horemheb.
KV58 – Tumba de dono desconhecido.
KV59 – Tumba de dono desconhecido.
KV60 – Tumba de Sit-Ré.
KV61 – Tumba de dono desconhecido.
KV62 – Tumba de Tutankhamon. (encontrada por Howard Carter)
KV64 – Tumba de Nehmes Bastet (Filha do sacerdote de Amum) – Encontrada em 2011 por pesquisadores da Universidade da Basileia.


O Vale das Rainhas


O Vale das Rainhas é o lugar de descanso eterno das principais rainhas do Novo Império, principalmente da XIX e da XX dinastias. Fica localizado na margem ocidental do Nilo, próximo a Luxor (antiga Tebas). Assim como no Vale dos Reis, cada tumba do Vale das Rainhas é identificada com as iniciais em inglês do vale (QV – Queen’s Valley). Uma das tumbas mais importantes e decoradas é a da rainha Nefertari, uma das esposas de Ramsés II, tumba essa que precisou passar por uma restauração para evitar as ações do tempo.

 

Foto do Vale das Rainhas

 

A maioria das tumbas é formada por uma antecâmara, um corredor e uma câmara funerária. Algumas tumbas ainda possuem pequenas salas laterais que eram usadas para guardar parte dos móveis. São também encontradas nas paredes e no teto o livro dos mortos e o livro dos portões.

 

Principais Tumbas do Vale das Rainhas:


QV8 – Hori
QV17 – Meryt-re e Urmerutes (princesas).
QV30 – Nebry.
QV33 – Rainha Tenedjmet.
QV38 – Sit-re, esposa de Ramsés I.
QV42 – Paraherunemef, filho de Ramsés III.
QV43 – Setherkhopshef, filho de Ramsés III.
QV44 – Khaemwaset, filho de Ramsés III.
QV46 – Imhotep, vizir de Tutmés I.
QV47 – Princesa Ahmose, filha de Tao II.
QV51 – Rainha Isistahemdjeret, esposa de Ramesses III.
QV52 – Rainha Titi, esposa de Ramesses III.
QV53 – Ramsesses-Meriamon, filho de Ramsés II.
QV55 – Amonherkhopshef, filho de Ramsés III.
QV60 – Rainha Nebettauy, filha de Ramsés II.
QV66 – Rainha Nefertari, esposa de Ramsés II.
QV68 – Rainha Meritamon, filha de Ramsés II e Nefertari.
QV71 – Rainha Bint-Anath, filha e esposa de Ramsés II.
QV72 – Princesa Neferhat e Príncipe Baki.
QV73 – Rainha Henut-tawy.
QV74 – Tentopet, filha e esposa de Ramsés II.
QV75 – Henutmire, filha e esposa de Ramsés II.
QV76 – Princesa Meryt-re.
QV80 – Rainha Tuy, esposa de Seti I e mãe de Ramsés II.
QV82 – Príncipe Minemhat e Amenhotep.
QV88 – Príncipe Ahmose.


Quer mais livros sobre o tema? Clique aqui.

Artigos, teses e matérias sobre o antigo Egito? Clique aqui.

 

Autor: Lucas Ferreira



Fontes / Referências:

– BAINES, John; MALIK, Jaromir. Cultural Atlas of Ancient Egypt. London: Andromeda Oxford Limited, 2008.

– HART, George. The British Museum Pocket Dictionary of Ancient Egyptian Gods and Goddesses. British Museum Press, 2001.


Sites / Referências:

http://www.thebanmappingproject.com/

– http://www.phouka.com/tr/egypt/history/

– http://www.globalegyptianmuseum.org/

– http://www.britishmuseum.org/

http://www.oxfordexpeditiontoegypt.com/

http://scriptorium.lib.duke.edu/papyrus/

24 COMENTÁRIOS

  1. Olá, tudo bem?

    Gostaria de saber se você poderia me tirar uma dúvida. A Família real (Seti I, Tuya, Ramsés, Nefertari) habitavam em ‘Pi-Ramsés’, e segundo leituras que fiz, esta localidade era ao norte do Egito, porém estes vales mortuários estão ao centro-sul (aprox. 780 km de distância entre um local ao outro). Como podem estar enterrados tão longe da sua cidade governamental na época??? Ou era em outra localidade o reino? Obrigado e aguardo.

    • Olá Luccas, tudo bom? Está certo. Eles erguiam construções por todo o Egito. A questão de ser enterrados no Vale dos Reis/Rainhas era com o intuito de preservar seu descanso final. É uma distância considerável, mas se comparar com o templo de Abu Simbel, isso fica muito mais elevado. Espero ter ajudado. Até mais.

  2. Adorei seu site… Desde criança sou completamente fascinada pelo Egito Antigo, tanto que essa paixão passou para meu filho, de 9 anos… Estou planejando uma viagem de 10 dias pra lá: vc conhece alguma operadora de turismo confiável?

  3. Olá Lucas. Parabéns pelo seu trabalho.
    Cara, tenho pesquisado sobre essa fantástica civilização, porém acho um pouco confuso de entender algumas conclusões publicadas à respeito. Por exemplo: Se os faraós eram sepultados nessas tumbas no vale dos reis, por quê chamam as pirâmides de tumbas dos faraós, sendo que nenhum corpo, jamais foi encontrado nelas? seria somente um símbolo de poder e crença? Obrigado e até breve.

    • Olá Ricardo, tudo bom? Então, as Pirâmides também eram tumbas, mas de períodos diferentes. O antigo Egito faraônico tem aproximadamente 3.200 anos de história e diversas evoluções ocorreram nesse tempo. As Pirâmides são muito visíveis, facilitando o saque e forçando os faraós a procurarem um lugar diferente e escondido para seus sepultamentos. Veja essa matéria dos restos de uma múmia encontradas em uma pirâmide: http://news.nationalgeographic.com/news/2009/01/090114-mummy-egypt-queen.html .

      Até mais.

    • Olá Vinícius, tudo certo!? Na época de Howard Carter não era comum ter uma equipe muito grande. Entretanto, hoje em dia, as equipes são multidisciplinares e dispõe de arqueólogos, historiadores, geólogos, desenhistas, estudantes e tantos outros profissionais que a missão julgar necessária.

      Até mais,

      att. Lucas Ferreira

  4. muito bom, esta relação das tumbas Reais, só senti falta da identificação da tumba da Rainha Nefertiti.

    • Olá Norma Nascimento, tudo bom? Fico feliz que tenhas gostado! Não se sabe onde Nefertiti foi enterrada, mas muito provavelmente não tenha sido no Vale das Rainhas. Até mais.

  5. Oii..td bem ai?Hehehe..Pois é né..A tranquilidade dele foi violada sim mas pelo menos os itens na tumba dele não foram roubados e portanto nem perdidos como,infelizmente,aconteceu com tantos outros faraós antes e depois dele a menos,claro,que encontrem uma outra tumba perdida e intacta né..Hehehe…Abraço ae!!!

    • Olá Marcelo, tudo bom? Então, alguns itens ficaram com Lord Carnarvon. Na época, havia um acordo entre os investidores e o Egito que uma porcentagem do achado ficava para quem o descobrisse. Até mais.

  6. Oii…Um dos objetivos do vale dos reis e das rainhas mesmo que implícito seria também o de manter intocado os túmulos dos antigos faraós e suas famílias das violações de ladrões e saqueadores.O que infelizmente não aconteceu.Só mesmo o Tutancâmom ou algum outro faraó(Cuja tumba ainda não foi descoberta né?!!)se mantêm do modo como foram sepultados pelos antigos egípcios!Abraços…

    • Olá Marcelo, tudo bom? Sim, a intenção inicial era essa; Garantir a tranquilidade no descanso final. Tutankhamon foi descoberto por Howard Carter em 1922, sendo assim, seu túmulo também foi violado. Apesar de sua múmia encontrar-se ainda na KV62 ele já teve sua “tranquilidade” incomodada. Abraços! Até mais.

  7. eu não entendi mt bem o assusnto a maioria das filhas de faraó tb eram esposas dele??? eu me interesso mt por coisas do mundo antigo epero q me ajude e adorei o conteúdo desse site mt interessante

    • Olá Andresa, tudo bom? Para manter o “sangue real”, havia casamentos entre irmãos, primos e também com filhos, embora fosse menos comum e difícil de atestar tal informação, tudo leva a crer que em determinados períodos, Faraós se relacionavam com suas próprias filhas. Até mais.

  8. Amei mesmo essa ai pq quando crescer eu vou ser arqueóloga e achar a múmia da Cleópatra que ninguém achou ainda.

DEIXE UMA RESPOSTA

*