Torre do Cairo celebra 50 anos e tenta impulsionar turismo..

Meio século transcorreu desde a inauguração da emblemática Torre do Cairo, que domina o céu da capital egípcia e, para celebrar a data, a construção tenta contribuir para uma campanha de reativação do turismo no país. A torre mais alta do Egito abre uma nova página em sua história com a comemoração de seu 50º aniversário, em um período de transição política no qual é necessário impulsionar o turismo, muito afetado após as revoltas contra o regime do ex-governante Hosni Mubarak. A Burj Al Qahira, como é chamada em árabe, é uma construção de 187 metros de altura, que supera em 43 metros a Grande Pirâmide de Quéops.



Cairo Tower e o lindo por do Sol do Cairo.


A celebração de seu aniversário nesta semana foi o momento escolhido para lançar uma campanha para estimular os cidadãos do país e os estrangeiros a gravarem vídeos em locais turísticos para mostrar que o país, após o fim do regime de Mubarak, é seguro. “A iniciativa busca apoiar e testemunhar a segurança no Egito e mostrar ao mundo que é um país hospitaleiro”, disse à Agência Efe um dos responsáveis pela Torre do Cairo e pela campanha.

Segundo ele, o objetivo é “impulsionar o turismo nacional, árabe e internacional” e, por isso, estão sendo planejados outros projetos, como oficinas para voltar a atrair os turistas e dar recomendações aos egípcios sobre como tratar os visitantes estrangeiros. Entre campanhas para reativar o turismo e eventos festivos, a Torre do Cairo reivindica seu papel como símbolo da paisagem urbana desta capital.


Cairo Tower iluminada na noite da capital egípcia.


Inaugurada em 11 de abril de 1961 pelo então presidente Gamal Abdel Nasser, a torre foi projetada por um arquiteto egípcio e levou cinco anos para ser construída. Sua estrutura evoca a flor de lótus, muito utilizada nos monumentos faraônicos, já que está ligada à figura de vários deuses, como o do sol Ra e o dos perfumes Nefertum. A construção, que durante anos foi também a mais alta da África, conta com oito milhões de pequenos mosaicos e tem 16 andares, segundo sua página oficial. (www.cairotower.net)

Sua parte mais alta, em forma de cápsula, consta de um restaurante giratório, de onde é possível ver as famosas pirâmides de Gizé e a Cidade de Saladino. Durante a noite, a torre ilumina a cidade do Cairo, pois conta com luzes que alternam entre os tons violeta, azul, vermelho e amarelo. Após um período de restauração, a torre foi reinaugurada em abril de 2009 e transformada em um “símbolo da modernidade e da tecnologia”, mas estreitamente relacionada com os monumentos faraônicos, disse o responsável pela torre.

Um vínculo que não só se deve à seu formato de flor de lotus, mas também à base de rocha sobre a qual fica a torre, que é feita com o mesmo material utilizado pelos faraós há milhares de anos para construir seus templos.


Fonte: http://noticias.terra.com.br/

avatar

Sobre Administrador

Natural de Criciúma – SC, Graduado e Pós-Graduado em História pela UNIASSELVI – SC, com ênfase no Antigo Egito. Apaixonado pelos antigos egípcios e com planos de em breve estar definitivamente morando/trabalhando no Egito.